terça-feira, 26 de abril de 2011

Importante

Eu sempre fui um parasita. Nunca deitei sob um teto que não fosse de alguma pessoa que me tivesse amparado. Tenho meio século de vida, menos algumas horas. Sou egoísta, trapaceiro e mentiroso. Por ser desprovido de honra, vergonha na cara e moral suporto ofensas, agressões, desprezo e escárnio sem problemas. Tenho preguiça, sou incompetente e irresponsável. Fujo do trabalho. Sou folgado.

Rude, grosseiro, cruel esnobo quem me ama. Também nunca amei verdadeiramente pessoa alguma. Frequentemente, sem o menor remorso, desprezo minha família e exalto meus amigos por conveniência. Sou perdulário, hipócrita e dissimulado. Sou invejoso, aproveitador, cínico e covarde. Não tenho escrúpulos nem remorso quando engano, desrespeito e humilho quem não me convém.

Roubo, trapaceio, exploro e abandono qualquer pessoa. Seja mãe, irmãos, filhos, amigos. Sou ingrato, falso, perverso, infiel e insensível. Não tenho respeito por ninguém, sou inconveniente, indiscreto e mal educado. Sou orgulhoso e vingativo. Não sinto pena de ninguém. Sou destemperado, deselegante e violento. Sem controle, indisciplinado, não tenho metas, sou desastrado. Não tenho discernimento.

Sou feio, mal arrumado, fedo. Fumo, bebo, jogo. Sou pervertido. Ando mal acompanhado. Sou arruaceiro, desqualificado, detestável, tosco, doente, ordinário, insignificante. Mas, ainda assim, com todos esses atributos desprezíveis e abomináveis alguém foi maravilhosamente bondoso comigo. Me fez acreditar que sou importante, quando morreu em meu lugar, pregado numa cruz. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

15 comentários:

Anônimo disse...

Pu.. Q..Pariu!!!
Lindo demais bicho!!
Assim eu vou parar de escrever!!
Weiss FÜder !!! rsrsrsrsrs
Beijo nessa alma boa!!

Sergio Souto

Silvio Margarido disse...

E né que é tudo verdade...

Cartunista Braga disse...

Especialmente os três prrimeiros parágrafos né, Negão? kkkk

Ana Cristina disse...

Braguinha!!! Não concordo que você fede; isto porque quando você precisa de uns trocados vem sentar-se ao meu lado (que fique bem claro isto!). Ah, e você não citou que só aparece quando quer dinheiro. Alguns outros atributos não concordo... ao que você deve estar dizendo: e daí? Resumindo tudo: como publicitário você é excelente escritor.

Anônimo disse...

Braga!
Parastes de babar ou esqueceu de frisar.
Faz tempo que não bebo contigo. Quando bebia, ficavas bêbado, dormias, rocavas, babavas e peidavas. Acordava e repetias tudo novamente.
Fernando Melo

Cartunista Braga disse...

Você é um anjo, chefinha!

Cartunista Braga disse...

KKKK
Grande Fernando Melo! Também faltou eu dizer que sempre votei em você.

Valeu pela visita, parceiro!

Acreucho disse...

Braga, agora levei um susto! Graças a Deus estamos falando "do ser humano", pensei que fosse a descrição de "certos políticos"!

Flávio Santos disse...

Braga você literalmente é o "cara". Muito modesto, porém, É O CARA.

Nirys disse...

Ola mestre, filosofo, poeta, etc. Parabens pela qualidades, continuas irreverente. Aki GARRINHA da POUSADA CHAPURYs.Com a mesma logomarca idealizada por vc. Eu e Nilce estamos aki na bela Fortaleza,no entanto, meia maltratada. Do amigo GARRINHA\NILCE.

Cartunista Braga disse...

Grande, João! Obrigado pela visita, meu príncipe. Grande abraço pra você e um respeitoso beijão na doce Nilce. Pense num casal, velhos amigos de minha amada Xapuri, que amo do vera mesmo!

Glauco Capper disse...

Até quando nos faz rir, nos ensina...
Você é o cara!!!

Thiely Mariano disse...

amo ver como nos mesmo não valendo nada, nem a merda que o gato enterra podemos receber tão grande amor constrangedor... parabéns pela palavras que sairão tenho certeza junto com lágrimas...sou esposa do Ronaldo Spock, e sua mais nova seguidora!

. disse...

Rapaz, faz é tempo q nao leio uma auto-descriçao tão fiel, só pecou no violento, pois tu é tudo aquilo porém mais frouxo que macacão de palhaço. Kkkkkkkkkkk... Show de bola Braga.
Paga uma?

Sandra Buh disse...

Tô tendendo nada. A gente não vale o peido do Lona. Tudo bem, mas não entendo... Esse escrito quase evangélico... Ah, deixa pra lá. Num tenho neurônio mesmo.
Eaquece.
Te adoro!