terça-feira, 10 de julho de 2007

Chapa do Marcão

Estive recentemente no Acre para fazer uma noite de autógrafos do livro História Desenhada - Charges do Braga, na UFAC, a convite do guerreiro Gerson Albuquerque, como parte do seminário Hidrelétricas, agro negócios, gás e petróleo: Que desenvolvimento é esse? Quando me dirigia ao aeroporto, pra voltar pra casa, encontrei este panfleto da campanha, pela presidência do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Acre, do repórter fotográfico Marcos Vicentti, aí guardei na bolsa como lembrança dos colegas de Rio Branco. Sabe o que aconteceu? Tive que pagar excesso de bagagem! Mesmo assim, torço pelo Marcão e toda a “catigoria”.

Um comentário:

Gerson Albuquerque disse...

É, caro Braga, tens razão: é pasada mesmo, mas acho que o Marcão a torna leve. Também torço por ele e espero que o sindicato passe a se posicionar sobre a liberdade de imprensa no Acre. se não der que ao menos diga algo sobre a necessidade de liberdade de imprensa no Acre, para que nossos jornalistas, principalmente aqueles que saem a campo pra fazer reportagens, às vezes em situações completamente adversas, não sejam surpreendidos pelos "desvios" de seus editores que, na maioria das vezes, distorcem tudo para agradar aos seus senhores do "podres poderes" e reaças de plantão.