sexta-feira, 27 de julho de 2007

Gato de toga

Deu no jornal Folha do Acre

Juiz que condenou assassino de Chico Mendes é acusado de roubar energia elétrtica

Fiscais da Eletroacre flagraram prática de "gato" na mansão do casal Longuine em Rio Branco.

RIO BRANCO — Os juízes Adair José Longuini e Regina Longuini, para espanto de toda a sociedade acreana, estão sendo acusados pela Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre) de furto de energia elétrica. A prática foi constatada na mansão do casal, localizada no Tropical, um dos bairros mais nobres da capital do Acre. Longuini e a mulher estão incursos no artigo 155 do Código Penal, parágrafo terceiro, cuja pena varia de um a quatro anos de reclusão.
Em vistoria de rotina, em busca de irregularidades — um trabalho que é recomendado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os fiscais da empresa constataram a ligação clandestina para roubo de energia elétrica na casa dos magistrados. Adair ganhou fama por sua
atuação no caso Chico Mendes, morto em 22 de dezembro de 1988, em Xapuri (AC). Ele condenou o fazendeiro Darli Alves da Silva e o filho dele, Darci Alves Pereira, a 19 anos de prisão, como mandante e executor da morte do sindicalista.

5 comentários:

sandro ricardo disse...

Braga fugiu do Acre e faltou à aula de história acreana ao dizer que Chico Mendes foi morto em 1998 ou só errou a digitação de um número? Eis a questão. Dos amigos Sandro e Choco.

Cartunista Braga disse...

Os amigos acreanos esqueceram de largar a cerveja antes ver que ao texto é dado o crédito, ou seja: foi copiado ipsis literis de quem o publicou na "imprensa acreana".

Márcio Chocorosqui disse...

Publicou,não leu, é analfabeto. Leia antes de copiar, sobretudo se for da "imprensa acreana". Demos pouco atenção ao gato. Foi o Sandro que notou o erro, que, de fato, mais nos interessou, por ser tão grotesco.
Fora isso, que a força esteja com você!

Cartunista Braga disse...

Dá pra pegar leve com um desgraçado que ainda está fazendo supletivo de 2º grau, pra "infergar" o diploma na cara dos amigos professores?

Cartunista Braga disse...

Choco, quando tu for lá na casa do Serginho passa no bar do Gel e critica o Stélio, que toda noite tá lá. Foi ele quem escreveu o texto e publicou o erro grotesco na Folha do Acre, jornal do qual é dono. Você também podia lever uma nota escrita descrevendo e corrigindo as demais agressões praticadas naquele periódico contra a língua mater. Aproveita e leva o Sandro junto.