sexta-feira, 27 de abril de 2007

Na praia

3 comentários:

Anônimo disse...

Nem precisa perguntar, mas vá lá
Tudo bem Braga?
Agora pela manhã estava eu caminhando, feliz e realizado com um frila no bolso e disposto a ajudar o primeiro necessitado que aparecesse. Na calçada da rua Alvorada, logo depois da agência do BB do Bosque, ouço o orelhão tocar e pensei em alguém desesperado no outro lado da linha procurando por alguém. Atendi.
- Alô
- Por favor, este telefone está em frente a uma casa verde?
- Não senhora, é uma casa amarela
- Ih! Então amadureceu
- Filha de puta!
João Maurício contribuindo para uma tirinha by Braga
O fato é real, era uma turminha de alunos do Max, ex-Anglo, gastando crédito do celular

Cartunista Braga disse...

Valeu, João continua mandando esses molecagens acreanas que serão sempre bem vidas. Abraço.

matsan disse...

por acaso vcs dois não estavam pensando em atravessar "além de mar", estavam querendo fugir das balas perdidas ou do bar do bigode?