terça-feira, 4 de setembro de 2007

Doe sangue

Fiz este cartaz para uma campanha de doação de sangue que ocorreria durante o feriado da Semana Santa, mas o cliente não aprovou alegando que a ilustração excluía os não-cristãos.
Bom, eu fiquei imaginando um adorador do diabo doando seu sangue para salvar a vida de alguém, principalmente a vida de um desconhecido.
Como eu sou cristão, e doaria meu sangue (se ele prestasse) a qualquer ser humano sem distinção alguma, assim como fez Jesus Cristo, e também sou publicitário boçal acredito que o trabalho ficou bom, por isso publico aqui o cartaz e começo a minha própria campanha.
Siga o exemplo de Jesus Cristo, o maior homem do mundo. Doe sangue sempre que puder, em qualquer época do ano. A qualquer minuto uma vida pode ser salva, seja ela cristã ou não-cristã.

9 comentários:

Gean Cabral disse...

Gostei! Com algumas ressalvas: não consigo ver a cebça do prego (parece mais um tiro); tem umas marcas de martelo como se o carrasco tivesse errado a martelada; e por último o texto tá pra Semana Santa.
Olha, se quiser, readque a arte e mude o texto da Semana Santa pra eu também veicular a campanha no meu blog: http://kabrow.blogspot.com

Cartunista Braga disse...

Beleza Gean. Mas eu usei a arte original sem a assinatura do cliente só para mostrar a incoerência, afinal, vou falar de um evento na Semana Santa, mas não posso usar a imagem do Cristo crucificado como exemplo de doação de sangue? É como a história do roteirista que teve seu filme aprovado mas os produtores queriam que ele tirasse o macaco, principal personagem do filme porque macaco era um bicho que não caía bem naquela época (1938). O nome do filme era King Kong! Caiu bem ou não caiu?

Anônimo disse...

Braga, arrebentastes com o prego da cruz. Maravilha a proposta de doação sanguínea.
Infelizmente algumas pessoas não querem e têm receio de entender algumas propostas artísticas refinadas, e depois quando há referências relacionadas à religião, ficam de caudas presas.
Eu, também doaria meu sangue, mas para uma destilaria. Talvez eles retirassem o pouco sangue ruim e aproveitassem os barris de álcool restantes.
Parabéns!
Danilo de S'Acre

Lamlid disse...

kkkkk!

Com todo o sarcasmo que lhe é peculiar, achei a proposta brilhante e a argumentação eu assino embaixo. "Um adorador do diabo doando sangue", realmente. Perdeu o cliente que deixou de fazer uma bela campanha e ainda de quebra ganhar uns pontos na habilitação para o Reino do Céu. Eu também sou cristã e essa sua campanha vai muito além da salvação de vidas pela recepção do sangue, mas atinge a salvação para a vida eterna proposta por Jesus para todos nós e concedida com o ato de se sacrificar na cruz por nós.

Parabéns Braga.

LAMLID NOBRE

Márcio Chocorosqui disse...

Gostei da proposta. Pra um agnóstico como eu, pouco importa a religião. Realmente, trata-se de um cliente pouco nutrido de sensibilidade artística.
Só uma ressalva: se a pessoa não é cristã, não significa que seja um adorador do diabo.

Cartunista Braga disse...

Na verdade eu fui extremista além de irônico, mas isso não vem ao caso e sim a falta de sensibilidade de figuras que estão à frente de grandes iniciativas e atrapalham todo um processo criativo por força de sua falta de visão periférica. Burrice mesmo.

Val disse...

Não entendi o argumento de que a recusa ao seu trabalho foi uma burrice de quem o solicitou. Para isso seria necessário saber qual a abrangência da campanha. Ou seja, ela seria só para cristãos? Pois veja bem, se a campanha fosse para um público mais amplo que o dos cristãos, então o cliente tem razão, mesmo sendo uma campanha para a semana santa. A imagem sugere uma restrição na qual somente cristãos são capazes de atos de amor como a doação (Ou que somente seu sangue é equivalente ao ato de amor). E outras religiões? E os agnósticos e ateus.
Entenda que a imagem é muito forte e por isso inspira também a exclusão. Enfim, há problemas de comunicação nessa imagem, eu acho. No meu modesto ponto de vista ela gera muitos ruídos.

Cartunista Braga disse...

Bem, estamos falando de um homem cuja história marcou a humanidade devido a seus ensinamentos e atos polêmicos, revolucionários e sobrenaturais. A simples menção de seus atos ou sua presença, inclusive neste anúncio mal finalizado, faz com que nós reajamos. Você tem razão, concordo com sua análise da peça e eu não devia ter sido grosseiro com a pessoa que desaprovou o trabalho, mas é que eu a conheço muito bem a ponto de saber que é burra mesmo, mas esta é uma questão pessoal e, em defesa da cria, a gente vira onça. Muito obrigado por participar, Val. Volte sempre.

Seyal Layes disse...

"puts grila"... quando eu vi seu cartaz no google eu achei muito original, muito bom, muito apelativo pelo lado positivo, muito, muito,muitoooo bom!
ESse cara com certeza te pediu algo que ele não sabe e pelo visto não quis aprender: ser criativo e apelar pelo lado bom.
Sem nexo! Não consigo entender mesmo os seres humanos.
Bom essa postagem deve ter tempo e vc nem deve olhar esse cmentário. Mas muito bom mesmo o seu blog. Amei, amei a sua campanha e irei difundí-la em meu blog e com meus conhecidos. PArabéns!

visite se der:
http://paginazabertas.blogspot.com/

ABraços, fique com Deus e que o Senhor Jesus Cristo continue te abençoando, iluminando e te dando criatividade para abençoar outras pessoas!
parabéns!
Fique com Deus.
E só uma idéia se me permitir (mesmo que não eu vou falar) tente achar algum lugar que queira sua campanha, ficou maravilhosa, além de muito boa a mensagem que até não-cristãos entederiam e não achariam algo ruim, ou deixariam de fazer porque não gostam de Cristo, porém a mensagem que Jesus deixou na Cruz vai além de tudo no mundo. Seja um marqueteiro do seu projeto que está realmente maravilhoso.
Até ateu sabe quem é Jesus e assimilaria logo!
PARABÉNS!