terça-feira, 20 de outubro de 2009

Digo nada!

Se você visse a mulher de seu amigo, num ato suspeito, de provável traição, você contaria pro "pobizim"? Pense bem! Diria é?
Pois eu não, num diria pro bidongado nem coscarai! Deixava ele descobrir sozinho, porque, inevitavelmente a gente sempre descobre, mesmo que seja depois que todo mundo e as capas do fundo já saibam.

Aprendi, faz é hora, que quando você fala um tipo de coisa dessas, perde o amigo, ganha fama de fuxiqueiro, mata a confiança do amigo, justamente quando você procura ser leal com ele, que inda diz mermo assim: - E tu sabia de tudo isso, o tempo todo, fí de rapariga, e num me disse nada!?

Termina que a mulher convence o malagradecido de que ela sempre foi fiel, que é tudo mentira, que fulano é só um primo-segundo que mora na colônia e "vei ver se arruma um jeito de ir pra Goiânia, pá se operar da prósta!".

E desce a lenha em quem disse uma calúnia dessas. Se defendendo e te atacando, diz que é a mulher mais honesta do mundo, que o sujeito é que devia escolher melhor as amizades, que isso e aquilo outro. Diz que não era nada daquilo que "esse fela da puta desse teu amigo tá falando!" e que "ele é que vive dando em cima de mim e tu nunca prestou atenção, viu!”

Resultado:

Teu ex-amigo, além de perdoar a safada, sair numa segunda lua-de-mel pela Europa com a bandida, comprar uma Hilux, zero bala, pra pistoleira, nunca mais vai pagar umas geladas pra ti, num vai querer te ver nem pintado de ouro. Capaz até de te chamar pros paus, te meter uma pisa, te dar uma facada e te botar pra correr debaixo de chumbo.

Digo nada! Sinto muito meu amigo, mas eu mermo num digo não, tá? Vou até ficar abismado, estarrecido e tomar umas com você, quando tudo vier à tona. Eu hein!

5 comentários:

Leoney disse...

esse chico tripa parece com meu amigo... o Braga!!!!kkkkkkkkkkkkkkk

Márcio Chocorosqui disse...

Eu já passei por isso certa vez. Achei melhor não contar. Né não, Braga? Ops!

Cartunista Braga disse...

O quê, fí duma égua! Não fale mais comigo!

Helena disse...

Nós,mulheres, agradecemos sua discrição!Eu também não diria, mas dava um olhar pra pessoa se tocar que deve ser mais cuidadosa pois ninguem é de ferro, ainda mais se tratando de um amigo.Estas coisas de traição são deficeis de explicar, melhor não pensar muito e não julgar..."ninguém sabe o dia de amanhã"

Anônimo disse...

Pois isso me lembrou uma estoria similar e diferente! Eu contei pro meu ex q o amigo dele tava me telefonando na calada da noite, enquanto ele saia para o bar do Bigode, e pedi providencias, dito e feito: ele me deu uma "peia", entrou dentro da "Hilux" do amigo dele, e depois de beber o dia todo com o amigo, chegou em casa e disse: E nunca mais atenda telefone de madrugada!... (M)